Últimas notícias

Imprinting superconducting vortex footsteps in a magnetic layer

Magnetic characterization of the Py layers

Local polarization of a magnetic layer, a well-known method for storing information, has found its place in numerous applications such as the popular magnetic drawing board toy or the widespread credit cards and computer hard drives. Here we experimentally show that a similar principle can be applied for imprinting the trajectory of quantum units of flux (vortices), travelling in a superconducting film (Nb), into a soft magnetic layer of permalloy (Py).

Nanoestruturas de prata

TEM images of α-Ag2WO4 NCs: (a) α-Ag2WO4 after electron beam exposure and (b) α-Ag2WO4 after 148 min under electron beam exposure; (the inset shows a magnified image of the formed Ag nanoparticles)

Artigo científico escrito pelos professores Elson Longo e Waldir Avansi Jr., respectivamente do Departamento de Química e do Departamento de Física, ambos da UFSCar, foi publicado na seção "Scientific Reports" da RevistaNature.

Pilar da tecnologia

Atualmente, no Brasil, praticamente todas as residências possuem televisores e temos mais do que um aparelho celular por habitante. (foto: Paul Stevenson/Flickr CC BY 2.0)

Algumas tecnologias, de tão incorporadas ao nosso cotidiano, parecem invisíveis: mal paramos para pensar em como funcionam, ou quanta pesquisa foi necessária para que fossem criadas. É como sempre estivessem estado ali. Quem tem cerca de 40 anos ou menos, por exemplo, acha natural ter em casa um (ou alguns) aparelhos de televisão a cores, cuja popularização se intensificou nos anos 1970.

Ondas gravitacionais detectadas

Simulação computacional mostra a curvatura do espaço e do tempo em torno da colisão de dois buracos negros. Imagem: Simulating eXtreme Spacetimes - MIT Site

Ondas gravitacionais, cuja existência fora prevista por Einstein em 1916, vinham sendo procuradas sem sucesso ao longo de décadas. Ondas gravitacionais seriam produzidas por massas em movimento, causando distorções oscilatórias na geometria do espaço-tempo. Assim como ondas eletromagnéticas, ondas gravitacionais viajam à velocidade da luz, deformando o espaço-tempo no plano perpendicular à direção de propagação.

Docente do Departamento de Física tem publicação na revista Nature

Um estudo desenvolvido pelo professor Fernando Araújo-Moreira, do Departamento de Física e atual coordenador do curso de graduação em Engenharia Física da Universidade Federal de São Carlos, junto com o aluno deste curso Francisco Cunha-Filho, e dos engenheiros físicos Leandro Bernardes e Carlos Speglich, mostrou, pela primeira vez, a estrutura hiperfina magnética em materiais magnéticos à base de carbono e seu funcionamento.

Páginas